Os melhores discos de 2013

Depois de quase 200 discos nacionais (a maioria, independentes) ouvidos durante o ano de 2013, fica difícil escolher somente 10, mas vamos lá.

Estes 10 foram selecionados levando em conta vários aspectos, entre eles aspectos técnicos/visuais do CD, conteúdo das letras (algo que está muito difícil de encontrar nos dias de hoje), entre outras coisas mas, principalmente, são aqueles que melhor conseguiram expressar uma identidade musical. Atualmente, temos muito mais emuladores sonoros do que bandas em si, infelizmente.

Enfim, segue a lista. Sem ordem de preferência. São apenas os 10 melhores deste ano.

The Baggios / Sina

The Baggios / Sina

Difícil não colocar esse disco entre os melhores do ano passado. Tecnicamente impecável, visualmente sensacional e com uma musicalidade única, o duo de Sergipe conseguiu unir rock clássico, guitarras e bateria frenéticas, e muita referência nordestina. Visite o site.

Apanhador Só

Apanhador Só / Antes que tu conte outra

Depois de um projeto bem sucedido via Catarse, o segundo disco da banda do Rio Grande do Sul tem elementos para agradar a todos, mesmo fuçando bastante com a experimentação. Visite o site.

meiaduzia

Meia Dúzia de 3 ou 4 / O fim está próspero

Apesar de ter sido lançado no final de 2012, vale a pena incluir esse projeto entre os melhores. De sonoridade impecável, a banda ainda teve tempo de bolar um projeto inusitado para este segundo disco, lançando uma música (com clipe) durante cada mês de 2012, além de abrir espaço para colaboração de fãs, participação de grandes compositores, como Tom Zé, Maurício Pereira, Arrigo Barnabé, entre outras coisas. Visite o Site.

sombraSombra / Fantástico Mundo Popular

Em 99% das listas deste ano você vai encontrar o excelente CD novo do Emicida, mas eu simpatizei muito mais com o do Sombra. Velocidade na língua, popular nas letras e na cultura. Visite o site.

daniel zé memorias meio inventadas

Daniel Zé / Memórias Meio Inventadas

Quietinho na divulgação, pelo menos por enquanto, esse é um disco pra ouvir em qualquer lugar, a qualquer momento. Escrevi mais sobre ele aqui. Visite o Site.

camarones

Camarones Orquestra Guitarrística / O curioso caso da música invisível

Em seu terceiro disco, a banda potiguar continua seu projeto idescompromissado, divertido e dinâmico, tornando popular o conceito de musicalidade instrumental. Visite o site.

Passo Torto_Passo Eletrico

Passo Torto / Passo Elétrico

Neste segundo álbum, o Passo Torto parece ter brincado de desconstrução. Sai a harmonia coesa do primeiro disco para a entrada de riffs sujos, guitarras distorcidas e a individualidade predominante de cada um de seus integrantes, tudo isso viajando na poesia urbana que escancara portas, mentes e rótulos. Visite o site.

clave de clovis

Clave de Clóvis / Nelsonrodrigueando a tal da Música Popular Brasileira

Outro disco do final de 2012 entrando na lista, mas o segundo disco da Clave de Clóvis merece respeito. Falei mais sobre ele aqui. Visite o site.

talma

Talma e Gadelha / Maiô

Apesar de gostar mais do primeiro (e descompromissado) disco, Maiô é fluente em sonoridade pop dançante, brinca com a MPB, sem esquecer de fazer um bom rock´n roll divertido e ágil. Visite o Site.

cerebro

Cérebro Eletrônico / Vamos pro Quarto

O Cérebro Eletrônico não limita seu experimentalismo a críticas, letras e melodias. Boca suja em vários momentos, pode ser difícil para o ouvido despreparado, mas a miscelânea de sonoridades é ímpar. Visite o Site.

Anúncios